Escrito por

Ana Patricia Da Silva

Browsing

Stilo

“Uma das mais belas aldeias medievais de Itália”

Trata-se de uma vila extraordinária situado no sopé do Monte Consoles, dominado pelas ruínas do que foi outrora um grande e poderoso castelo nômade.


Veja o video antes de ler o texto


A cidade de Stilo não é famosa somente por ser o berço do famoso filósofo Tommaso Campanella, mas também por abrigar a famosa “católica” jóia da arte e da arquitetura bizantina, um dos monumentos mais importantes de toda Calábria e do Sul da Itália!


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


A sua localização, encravada nas pedras de uma das mais belas e cênicas paisagens do país, a poucos minutos do charmoso parque natural da Serre, constitui um dos destinos mais populares para ambos os peregrinos, tanto por visitantes quanto por turistas de todo o mundo.


CONHEÇA UM POUCO DE  STILO ATRÁVES DESSE FANTÁSTICO VIDEO!


Centro de história e cultura dos mais representativos de toda a Calábria, Stilo é um dos pontos mais interessantes e a localização em que se encontra é em si uma visão: a antiga vila está imponente em meio a terraços na pedra calcária, em uma encosta entre olivais e vinhas. Essa realidade atual certamente a coloca longe de sua aparência oriental original, do século X, quando a cidade foi o principal centro bizantina do sul da Calábria.

História

Contando um pouco de sua história, Stilo parece estar fundada sobre as memórias de uma antiga colônia chamada Magnogreca Kaulon, por volta do século VII. Na verdade, ela foi considerada a última fortificação da “polis” no Promontorium Cocyntum quando até mesmo a moderna cidade tomou o nome de “Stilida.”

As origens de Stilo estão ligadas à destruição da cidade de Kaulon por Dionísio de Siracusa durante o auge do império grego. A partir do século VII esta área tornou-se um dos principais objetivos dos monges ortodoxos do Oriente. Stilo recebeu eremitas e monges basilianos que habitavam nas cavernas e construiu a obra-prima que é a católica, testemunha da arte oriental e jóia da arquitetura bizantina.


STILO FAZ PARTE DA ASSOCIAÇÃO DOS BURGOS MAIS BELOS DA ITÁLIA


A partir do século X tornou-se o mais importante centro bizantino do sul da Calábria. Permanece inesquecível sua resistência aos nômades e da lealdade obstinada aos  Angevinos que fez dele um dos castelos mais importantes da região.

 


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!


Será ao longo do curso da Idade Média que os habitantes da costa irão adentrar ainda mais suas terras, criando os núcleos medievais dos países atuais da Vale Stilaro; como os habitantes de Stilida que irão em um primeiro momento viver no Monte Consolino, muito próxima de onde hoje está a cidade de Stilo e em um segundo momento criam Stilo. Com o período dos Normandos, Stilo torna-se uma propriedade real, ao contrário de outras cidades como Cotrone, Catanzaro e Gerace, que passaram a ser habitadas e controladas por senhores feudais, privilégio que irão manter até o século XIV, quando Charles V da Espanha revoga todos os privilégios. A cidade, entre outras coisas, é conhecida por ser o local de nascimento do filósofo Tommaso Campanella, autor de “Cidade do Sol”.

O que visitar na encantadora vila de Stilo

O país tem uma arquitetura religiosa monumental e belezas bastante interessante para admirar. O monumento máximo da cidade é a Igreja Católica, uma das igrejas bizantinas mais bem preservadas e mais elegante entre as que ainda existem.

A católica

A Católica é a primeira etapa de uma visita a Stilo. Ela é uma das igrejas mais espetaculares e fascinantes da Calábria, um emocionante templo grego-bizantino cuja construção remonta ao século décimo.

A Católica foi a primeira e mais importante paróquia do burgo de Stilo e assim permanece até 1600.

Stilo, a famosa Cattolica!. Fonte Turismo Calabria
Stilo, a famosa Cattolica!. Fonte Turismo Calabria

Como pode ser visto a partir do edifício, a arquitetura, a riqueza dos afrescos e os telhados de chumbo das cúpulas mostram que não é um templo de pouca importância, o que inevitavelmente também se deduz a partir do nome “católica” indicando a categoria de “igrejas privilegiadas” de Primeira Instância.

Com a terminologia usada sob domínio bizantino nas províncias do sul da Itália (sujeito ao rito grego), a definição de Katholiki pertencia somente às igrejas com o batistério.

Considerada uma das igrejas mais espetaculares da Calábria e de diversos outros lugares, a Igreja Católica segue o estilo bizantino clássico na praça e na cruz grega. O edifício é adornado por cinco cúpulas de forma cilíndrica, cobertas com telhas dispostas em um losango e quebradas no centro por tijolos semelhantes, colocados em “dente de serra”, que permitem quebrar a frieza da massa cúbica subjacente. Nas paredes internas da igreja, você vê afrescos em várias camadas, que testemunham a passagem através de cinco ciclos da história.


VEJA O VIDEO DA CATÓLICA


A primeira, relativa ao décimo século, a construção do mosteiro contém representações de guerreiros santos em estilo tradicional bizantino. A segunda é a partir do período dos normanos e retrata São João Crisóstomo. O terceiro é Suábia que descreve o aviso. O quarto é técnico-gótico internacional e representa São João Batista com outros santos. E o quinto é o sono eterno da Virgem, que pode ser visto no brasão de lírios Angevin que sugere um ar de romantismo. Há também dentro dos católicos inscrições em árabe. Isso, de fato, é o sinal de um possível uso da oratória muçulmano Católica.

O Castelo

Andando em torno do núcleo histórico da cidade é fácil reconhecer os sinais de civilização e dos governantes ao longo dos séculos, incluindo o testemunho de grande valor e charme que é o castelo, construído por Ruggero o Normano e que está no topo do monte consolino.

Ele está intimamente ligado ao desenvolvimento de Stilo, que também foi cercado por muralhas, torres e outros bastiões adequadamente erguidos em defesa e para ter um melhor controle de toda a cidade,  da vale até o mar Jónico. Naquele momento da história o Castelo Stilo teve grande importância estratégica.

stilo-castello-medRetangular e cercado por obras de defesa, hoje existem apenas as ruínas das muralhas, torres e portões. Foi destruído pelos franceses durante a guerra com Charles V, no século XVIII.

No castelo, na época de Carlos de Anjou, foram presos vários presos políticos que tiveram cortadas suas mãos e pés por terem tentado escapar. Depois disso era impossível ser bem sucedido numa fuga porque as prisões foram escavadas sob o castelo, na parede do Monte Consolino, onde há a montanha de pedra calcária e pias pendendo verticalmente por centenas de metros.

É por isso que as prisões não tinham sequer uma porta, porque se podia entrar ou sair somente se colocado dentro ou tirado com um guincho.


VEJA O VIDEO DAS RUÍNAS DO CASTELO DE STILO


A antiga cidade de Stilo é digna de elogios. Ela está cheia de palácios e igrejas, incluindo o Duomo, construído em 1300, a igreja de São Francisco, a igreja de São Jorge, a igreja de Nossa Senhora das Graças e da Igreja de São João Theresti.

O Duomo se apresenta ainda hoje como uma cidade bem conservada (XIII-XIV sec.), com notável portal gótico e minúsculos baixos-relevos romanos e medievais em sua fachada.

Localizada na praça, mas com a porta da frente voltada para uma rua lateral estreita, a Catedral de Stilo ou igreja mãe é uma das mais belas construções religiosas do vilarejo. Menos importante do que a antiga igreja bizantina conhecida como a católica, a catedral tem uma beleza estonteante e é adornada por seu portal românico-gótico majestoso, que após o terremoto de 1783 que atingiu duramente Calabria, foi parcialmente reconstruído.

Sob o edifício atual que permanece no local, foram encontrados sinais da sua pavimentação de origem, adornos bizantinos junto à entrada principal é uma escultura incomum: dois pés descalços dispostos verticalmente ao longo da parede tentando escalá-lo.

Na esquerda do portal você vê dois pés calçados “alla romana”., estes fragmentos, sem dúvida, pertencentes a uma estátua da era clássica. Dentro da catedral do belo altar pintura a óleo do “600”, o Céu ou de Todos os Santos “, de Giovanni Battista Caracciolo disse Batts, os ricos talheres, paramentos antigos e vários pergaminhos de 1600-1700, enriquecem o património eclesiástico da Matrix. Interessante é a cripta sob a igreja matriz.

IGREJAS

A Igreja de São Francisco, no entanto, é parte de um vasto e complexo desejo, e foi fundada no Renascimento por volta do ano 1450. E no elegante barroco, decorado com muitas mudanças, e é uma das melhores criações de 700 na Calábria.

Atrás da igreja uma torre sineira imponente que ainda tem suas características medievais. O Claustro do Convento está parcialmente existente, de estilo toscano, com vinte arcos de granito, esculpida pelo pedreiro Canigli medida de Serra de São Bruno. No interior da igreja podemos admirar alguns afrescos atribuídos ao pintor Francesco Cozza Stilo.

Se as obras católicas de Stilo podem ser consideradas um exemplo perfeito do templo bizantino na Itália, outra memória deixada pelos monges nesta terra é a pequena igreja de São Nicolau de Tolentino, projetada sobre o vale Stilaro, uma vez utilizado como uma igreja, pertencente à Ordem Eremitas de Santo Agostinho. Ele apresenta uma doce cúpula “a trulli” pelo arranjo característico de azulejos que a revestem.

Também de estilo barroco, com o seu interior decorado com estuque, com uma bela fachada ladeada por duas torres, a igreja de São João Theresti, erguido em 1625 e dedicada em 1662 pelos monges basilianos ao seu santo, cujas relíquias são preservadas.

Seu interior possui três naves, todas decoradas com estuque, como queria a arte barroca. Digno de admiração é o altar do corredor esquerdo, dedicado ao santo de Stilo que foi consagrado à Igreja e que é reproduzida em um busto de bronze; Ele é finamente trabalhado de mármore embutido e conserva as suas relíquias básicas de Theresti junto com os de outros dois santos.

A fachada da Igreja é linda, apoiada por duas torres sineiras, pinturas, esculturas, ouro e outras obras de arte que são patrimônio da Igreja e lhes dão importância artística certamente única. Anexado ao convento, disse o Liguorini, foi acessado por um portal de mármore. Essa foi uma ideia que funcionou bem, coroada por uma varanda de ferro forjado harmonioso (1759).

No fundo do núcleo mais antigo de Stilo encontraremos a Igreja de São Domenico ou do Rosário, com adjacente às ruínas do convento dominicano de Santa Maria de Jesus, lugares relacionados com a vida do filósofo Tommaso Campanella. O pequeno convento da igreja de São Domingos, construído em torno de 600 dominicanos, hospedou, inclusive o frade Tommaso Campanella, em seus anos mais jovens.

Fonte Gebbia

Apenas fora das muralhas da cidade antiga, e alguns metros do lugar onde se abre a porta Real, encontraremos a Fonte Gebbia, vulgarmente designado com esse Fontana Gebbianome, mas também conhecida como a Fonte dos Golfinhos. Com este exemplo, podemos dizer que, historicamente Stilo também sofreu a influência da arte árabe, devido a incursão desse povo, especialmente durante a Batalha do 982 que viu Otto II derrotado pelos bizantinos pela primeira vez. Assim, o nome, que se destina a indicar o local onde foi construida (gebiòn, vasca de campanha, fora das muralhas), o núcleo escultural  é fundamental porque representa dois golfinhos entrelaçados, que são precisamente o molde árabe em sua mais pura versão.

Existem também inúmeros e impressionantes palácios nobres que se multiplicam no centro e perto de Stilo. Somente para citar exemplos, as construções civis que pertenceram aos Condes Capialbi, e os vários palácios que pertenceram as familias  Carnovale, a Bono, Crea, Marzano, Caracciolo, Teti , Sersale, Lamberti e tantas outras famílias importantes.

Conclusões

Stilo é uma das cidades de arte da Calábria, bonita e interessante, apartence como burgo à nossa “Ilha bizantina”. É a cidade do famoso filósofo Tommaso Campanella, e possui a jóia da arte bizantina que é católica, uma obra-prima do sul da Calábria.

É também uma das rotas que jamais deve deixar de ser feita.Trata-se de uma aldeia para visita, que é fascinante pela sua localização geográfica e do seu território, onde há um grande número de “laure” do monaquismo oriental.

A cultura grega transplantada em Calabria, foi obra principalmente dos monges bizantinos que preferiam viver e, em várias ocasiões, construir igrejas rurais nas zonas mais inacessíveis.

Tendo escolhido, entre outros, Stilo, dirigiu-se imediatamente em busca de cavernas naturais, inspecionando toda a parede leste do Monte Consoles. Eles dedicavam a sua vida a solidão total, respeitando plenamente as regras escolhidas pelo Padre Basílio, e provavelmente em Stilo você vai conseguir sentir essa paz que foi deixado por esses mônacos ao longo da história.

Como chegar em Stilo:

De carro:

Do Norte: A3 saída Lamezia Terme – Estado Catanzaro – a 106 Ionian – encruzilhada Mar. Monasterace – Estado 110

Do sul: A3 saída Rosarno – Ionian estrada Tirreno-Marina di Gioiosa Jonica – o 106 – junção de Stilo

De trem:

Os trens diretos das principais cidades italianas e com a linha Roma-Nápoles-Lamezia Terme – Catanzaro – Monasterace – Stilo

De avião: Pelo aeroporto de Reggio Calabria (150 km) e Lamezia Terme (145 km) e dali com um carro.

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!

 


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia

Vamos conhecer Síbari uma das colônias mais importantes da Magna Grécia?

SÍBARIS E O SÍTIO ARQUEOLÓGICO DO MUSEU SIBARITA

“A antiga colônia grega chamada Sybaris

Síbaris foi uma épica colônia em desenvolvimento da Magna Grécia, fundada por volta do primeiro milênio a.C. A cidade tinha uma vida cultural abundante, porém um ritmo um pouco menos frenético em nível econômico e social.


Veja o video


Localizada em uma depressão geográfica e de frente para o mar Jônico (que na época tinha um tráfego intenso), Síbaris fica entre dois rios: o Crato (Crathis) e o Coscile (Sybaris). A cidade foi sem dúvidas a metrópole mais ilustre da Magna Grécia, por sua riqueza, sofisticação e luxo – de maneira que nenhuma geração futura conseguiu atingir.

Fatos Históricos

A cidade de Síbaris foi fundada por volta de 710 a.C. no fim do reinado de Rômulo, pertencente à colônia dos Aqueus. Assim como quase todas as colônias gregas, também Síbaris foi formada próximo ao mar, entre os rios Crato e Coscile.

scavos arqueológico de Sibari
scavos arqueológico de Sibari

A cidade, com uma modesta estrutura agrícola e comercial, crescia sempre mais até ocupar uma grande área, tornando-se uma cidade rica e poderosa.

A colônia grega de Síbaris surgiu em um período muito favorável para o plantio, e isso permitiu que a cidade aumentasse sua riqueza, graças também a uma política que favorecia a imigração.

Escavos arqueológico de Sibari
Escavos arqueológico de Sibari

Foi pátria de outras colônias da costa do mar Tirreno, entre elas Poseidônia, Laos e Skidros.

Os sibaritas foram notórios na Grécia do século VI por seu estilo de vida luxuoso. Tornaram-se rapidamente um ótimo grupo mercantil, fazendo várias negociações comerciais com os maiores portos do Oriente.

No ápice de seu poder, porém, Síbaris causava inveja às populações vizinhas, principalmente à cidade de Crotona. Portanto, em 510 a.C., o povo de Crotona a destruiu completamente (desviando o curso do rio Crato em direção a área residencial de Sibari de modo que ela não pudesse nunca mais “ressuscitar”).


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


Passados sessenta e seis anos (em 444 a.C.), por ordem de Péricles de Atenas, a cidade de Túrio foi fundada no mesmo local de Síbaris (mas Túrio nunca conseguiu a tamanha grandeza da antiga Síbaris). Após passar por tantos perigos e ameaças das populações vizinhas, Túrio foi obrigada a pedir ajuda aos Romanos – tornando assim colônia romana, com o nome de Copia. O centro permaneceu ativo até o fim do século VI d.C., quando a difusão da malária culminou em seu abandono.

Escavos arqueológico de Sibari
Escavos arqueológico de Sibari

Os sítios arqueológicos são testemunhas dessa sobreposição de povos e civilizações. A camada superficial das escavações revela as ruínas da Copia romana (o teatro, as termas e as casas patrícias – nobreza romana).

Já na terceira camada surge Síbaris, isto é, Túrio. Passado um século do domínio romano (durante o qual a cidade foi reconstruída), o governo concedeu a seus habitantes o privilégio da cidadania romana (que tinha lá suas vantagens).


VEJA O VIDEO


Hoje a situação geofísica está bem diferente daquela época, com a planta prejudicada após tantas alterações aluviais – o que torna difícil a identificação correta de cada cidade.

Escavos arqueológico de Sibari
Escavos arqueológico de Sibari
Curiosidades

Historiadores afirmam que Síbaris era a colônia mais próspera da Magna Grécia, mas que também tinha todos os males e vícios do mundo. A personalidade sibarítica era símbolo de ócio, luxúria e perversão.

Diz-se que os sibaritas eram amantes da boa refeição (e de grandes gulodices), tanto que era comum organizarem banquetes às custas do Estado.


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!


Esta civilização era conhecida no mundo antigo como um povo sem senso de honra nem amizade.

Parque arqueologico de Sibari
Parque arqueologico de Sibari
Os Sítios Arqueológicos

A partir do século XIX, o interesse pelos inúmeros vestígios históricos de Síbaris permitiu, ao longo das décadas, que fossem feitas várias pesquisas baseadas nas indicações topográficas de fontes sérias.

Assim, foi localizado o sítio e finalmente começaram as escavações na década de ’30, revelando as marcas ainda hoje desconhecidas e misteriosas de Síbaris e de sua história. As grandes campanhas sistemáticas dos anos ’60 (e dos anos seguintes) permitiram explorar apenas uma parte da grande área de Síbaris, revelando principalmente as estruturas referentes ao período romano da cidade de Copia.

As várias problemáticas inerentes às escavações – isto é, a espessura das camadas aluviais que cobriam as instalações antigas, as fases de sobreposição das três cidades, a camada de água que piorava ainda mais as operações arqueológicas etc. – contribuíram para uma programação cuidadosa das intervenções.

Escavos arqueológico de Sibari
Escavos arqueológico de Sibari

Não sendo possível naquele momento explorar grandes áreas como no passado, focou-se em escavações pontuais (por meio de raios-X e scanners) para esclarecer alguns dos principais aspectos de Síbaris, Túrio e Copia.

Parque Arqueológico e
O Museu Arqueológico Nacional Sibarita

O sítio arqueológico de Síbaris fica em frente à rodovia Ionica, no sul da cidade – e sem dúvidas merece uma visita! Nas ruínas descobertas na década de ’30, surgem algumas ruas pavimentadas de visível origem romana (piso de pedra) e algumas colunas espalhadas que conseguem traduzir apenas uma parte da grandeza da cidade.

DSC_0419

Na época da Magna Grécia, Síbaris competia com Tarento, com uma população estimada de 100.000 habitantes.

As pesquisas arqueológicas no território de Síbaris começaram em 1960, quando revelaram as três áreas de grande importância: a primeira e mais extensa é o “Parque do Cavalo”, onde é possível ver o que restou da porta de entrada da cidade e uma parte da urbanização original. A segunda é a “Casa Bianca” e a terceira é o “Prolongamento da Estrada” – uma atração perto da outra.

Parque arqueológico de Sibari
Parque arqueológico de Sibari

Dentre as áreas escavadas, apenas uma é aberta ao público (pela rodovia SS 106 – a 2 km em direção ao sul, da sede principal).

Museu arqueológico de Sibari
Museu arqueológico de Sibari

A visita ao Parque Arqueológico permite admirar todo o bairro artesanal da Síbaris arcaica, denominado Parque dos Touros, com as ruínas do teatro romano do século I d.C., as termas e as tavernas também da época romana, a grande vila urbana e a domus (residência das famílias abastadas) com pisos de pedra.

Não muito longe dali está o Museu Arqueológico, onde ficam expostos os objetos achados durante as escavações nos arredores (tais como antefixos[1], moedas, esculturas em argila).

DSC_0443

O item mais famoso é a estátua de bronze do “Toro Cozzante” – encontrada recentemente em um prédio da antiga colônia romana Copia, do século V a.C. O achado é considerado pelos estudiosos, depois dos Bronzes de Riace, a descoberta mais importante da Idade do Bronze.

Museu arqueológico de Sibari
Museu arqueológico de Sibari

É o principal polo cultural na província iônica de Cosenza e abriga achados arqueológicos de três cidades sobrepostas: a antiga Síbaris, Túrio (arcaicos e helênicos) e Copia (romanos).

O moderno prédio de dois andares abriga em suas redomas vários objetos e é dividido em cinco áreas de exposição, dentre elas uma central.

5921115505_684e3683ee_b

Na primeira redoma estão guardados os achados da era pré-histórica e do período protozóico, provenientes da Torre Mordillo e do Parque Arqueológico Broglio di Trebisacce (nos arredores de Spezzano Albanese).

Já na segunda redoma estão os achados provenientes da primeira fundação de Síbaris. Na terceira há o acervo de Francavilla Marittima.

Na quarta redoma estão as provas arqueológicas da área urbana de Síbaris e Planície Sibarita, com objetos da cidade de Túrio.

O museu fica entre o parque arqueológico da antiga Síbaris (onde fica a cidadezinha atual de Síbaris) e a aldeia de Cassano allo Ionio, na província de Cosenza.

A sede principal do museu foi construída nos anos ’90 sob o projeto do arquiteto Riccardo Wallach.

O museu abriga achados remanescentes desde a era protozóica da Magna Grécia até a civilização romana, referentes às cidades de Síbaris, Túrio e Copia (e às várias alocações presentes na área, incluindo Brutium e Enótria) encontrados principalmente durante as escavações no Parque do Cavalo, na Casa Bianca, no sítio arqueológico de Castiglione di Paludi e no monte Timpone Motta.

Considerações Finais

Esta parte do território calabrês, conhecida topograficamente como “Planície Sibarita”, presenciou o surgimento, o desenvolvimento, a expansão e depois o declínio da grande cidade de Síbaris. Aqui se instalaram novos povos, em épocas sucessivas à destruição da cidade grega, sobrepondo as suas antigas ruínas. Essa estratificação faz de Síbaris um dos maiores e importantes lugares do Mediterrâneo da idade arcaica e da idade clássica.

Parque arqueológico de SibariInformações Úteis

Entrada:

€ 3,00 – visitantes de 25 a 65 anos.

€ 1,50 – visitantes de 18 a 25 anos.

A entrada é gratuita para os visitantes até 18 anos de idade e idosos acima de 65. Estudantes de História da Arte também não pagam.

Horário de funcionamento: das 9:00h às 19:30h (fecha às segundas-feiras).

Como Chegar em Sibari?

De carro: rodovia A3 (Salerno/Reggio Calabria), saída Sibari + SS 534. Rodovia A14 (Bologna/Taranto), saída Taranto + SS 106 até o km 27 (Marina di Sibari).

De ônibus: serviço de linha de Roma, Perúgia, Florença, Bolonha, Milão, Verona e Turim – com partidas diárias.

De trem: com Eurostar e Wagonlit de Milão, Turim e Roma – até a estação de Síbaris.

De avião: escalas de Lamezia Terme, Crotona e Bari.

[1] ANTEFIXO: ornamento colocado no beiral do telhado para proteger e esconder a união entre telha e a coluna.

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!

 


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia

Vamos conhecer a catedral de Reggio: o maior edifício religioso da Calábria!

Junto com o Castello Aragonese, a Basílica é o cartão postal de Régio de Calábria. Ela está entre os mais belos templos da Calábria, símbolo indiscutível da religiosidade de Régio e da arquitetura calabresa. Dedicada a Nossa Senhora da Assunção, a catedral de Régio de Calábria, e também da Arquidiocese Metropolitana de Régio-Bova, está localizada na Praça Duomo, no centro histórico de Régio de Calábria.

A SUA HISTÓRIA

A igreja tem sua origem na pregação de São Paulo Apóstolo na qual, como está escrito nos Atos dos Apóstolos (28:13) “De Siracusa, beirando a costa, atingimos Régio”, onde fez uma parada de um dia durante a viagem de Cesareia a Roma no ano de 61 d.C.


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


Catedral de Reggio Calabria5A Igreja na época dos romanos e bizantinos tinha ritos gregos; com o domínio dos normandos, ela concedeu aos gregos uma catedral sua e construiu uma nova basílica, iniciando a latinização de todo Ducado da Calábria.

Desde então se alternava em restauros e reformas, devido aos contínuos ataques turcos, que incendiaram e destruíram o grande templo de Régio em 1500, com mais de 5 invasões naquele século.

Para completar a tragédia, em 1783 um violento terremoto destruiu a Catedral de Régio de Calábria, que depois foi reconstruída em estilo Rococó. Com influências visíveis do neoclássico, possuía uma cruz latina e três naves. Mas o terremoto catastrófico de 1908 a danificou de maneira irreparável, e por fim foi demolida e reerguida em estilo art nouveau, uma mistura de gótico com românico. Conforme influência do ecletismo, o resgate dos elementos românticos e góticos agregou personalidade ao monumento sacro, dando originalidade, solenidade e harmonia.

A MAIOR IGREJA DA CALÁBRIA

Com 94 m de comprimento e 26 m de largura, a catedral é o maior edifício religioso da Calábria.

Catedral de Reggio Calabria2

A catedral atual tem o projeto padrão de basílica, com três naves separadas por pilares de sustentação, que terminam com absides divididas por arcos apoiados nas pilastras.

A parte central da fachada exibe um trifório apoiado em uma rosácea, emoldurado e decorado com motivo floral. O florão central é cercado por uma decoração espessa em relevo, representando os símbolos eucarísticos do pão (espiga de trigo) e o vinho (ramos e folhas de uva). Acima são sete figuras felinas (leão e pantera) que, conforme a tradição bíblica (muito conservada na época romana), lembram a força capaz de guardar e defender a palavra de Deus, que foi revelada aos homens.

 


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!

 

Catedral de Reggio
Detalhes da fachada
DETALHES DAS 3 PORTAS DE BRONZE DA FACHADA

Na fachada encontramos 3 portões de bronze, o portal da esquerda é dedicado à Nossa Senhora da Consolação. As gravuras representam, de baixo para cima, da esquerda para a direita: 1) o pintor Andrea di Niccolò enquanto desenha o quadro de Nossa Senhora da Consolação; 2) a aparição da Virgem para o frade capuchinho Antonio Tripodi durante a peste de 1577 – Nossa Senhora lhe anuncia o fim da doença e a necessidade de agradecer a Deus naquele lugar; 3) em 1657, para ser poupados da peste, os representantes de vários níveis hierárquicos da monarquia estabelecem que cada ano seja celebrada uma festa, patrocinada pelo Conselho, acendendo um círio aos pés de Nossa Senhora; 4 ) o terremoto de 1908 que destruiu a cidade; 5 ) a reconstrução da basílica do mosteiro e o entusiasmo da inauguração; 6) homenagem à Nossa Senhora da Consolação pelo Papa João Paulo.

Catedral de Reggio
Portal da esquerda dedicado à Nossa Senhora da Consolação

O portal à direita é dedicado a São Paulo. As figuras representam: 1) Saulo resplandecido pela Graça; 2) Paulo no Areópago de Atenas; 3) atracagem em Régio; 4) Paulo fala com o povo de Régio; 5) a consagração de Santo Estêvão; 6) o martírio de Paulo.

Catedral de ReggioA porta central é dedicada a Nossa Senhora da Assunção e suas figuras representam: 1) a anunciação; 2) a visitação de Maria à sua prima Isabel; 3) o nascimento de Jesus; 4) a apresentação de Jesus no templo; 5) a crucificação de Jesus; 6) a descida do Espírito Santo; 7) a assunção ao céu e coroação de Maria.

O interior da catedral é em estilo românico com motivos de inspiração clássica. Ampla e iluminada pelos enormes vitrais coloridos cheios de adornos, que remetem o tema geométrico-ornamental.

Catedral de Reggio

AS ESTÁTUAS DA FACHADA

Na escadaria que leva à imensa e imponente fechada, aparecem as majestosas estátuas de São Paulo (que, segundo à lenda, teria convertido o povoado de Régio ao cristianismo) e de Santo Estêvão (primeiro bispo da cidade).

Apóstolo Paulo
Apóstolo Paulo

As estátuas foram esculpidas em 1928, por Francesco Jerace, e colocadas no adro da basílica em 1934. Além desses, Jerace também entalhou o púlpito no interior da igreja, que foi delicadamente decorado.

Conforme relatado nas Sagradas Escrituras (Atos 28:13), São Paulo, que estava preso na cadeia de Cesareia, foi transferido a Roma para ser julgado pelo imperador Nero. Ao chegar na praia de Régio acontece ali, ao lado das ruínas do antigo templo de Diana, o “milagre das colunas em chamas”. Assim, pregou a Boa Nova ao povo de Régio. Depois consagrou Santo Estêvão, seu companheiro de viagem e primeiro bispo da cidade, confiando-lhe também o encargo de evangelizar toda a região, fundar igrejas locais e consagrar outros bispos. O “apóstolo dos gentios” foi absolvido do tribunal romano, porém recapturado poucos anos depois. Foi submetido ao martírio da decapitação (ano 66 ou 67), na via Ostiense, nos arredores da atual Basílica de São Paulo, onde o santo está enterrado.

Já Santo Estêvão, depois de ter sido consagrado bispo de Régio e chefe da igreja local por alguns anos, foi condenado à morte pelo governador de Roma em 73. Foi sepultado na área onde fica hoje o bairro de Santa Maria, em que havia uma capelinha dedicada a ela até 1908.

Santo Estevão
Santo Estevão
O púlpito

Entre as colunas centrais encontra-se o púlpito de mármore (1902), obra de Francesco Gerace. Esse foi colocado em uma grande pilastra de mármore de base alta, com uma serpente em quartzo rosa retorcida, e no topo os símbolos dos quatro evangelistas. Na parte da frente do balaústre há uma obra de mármore branco em alto-relevo, representando o milagre da coluna em chamas.

Catedral de ReggioO que é o milagre da coluna em chamas?

Na capela dedicada a São Paulo, encontramos os restos da coluna do templo de Diana (protetora das parteiras e bebês de colo). Diz-se que em Régio, na primavera de 61, chegou o apóstolo Paulo, que vinha da Cesareia para ir até Roma. O santo insistiu em falar ao povo local, mas teve permissão apenas para ficar um curto período de tempo. Tempo o suficiente para presenciar o prodígio do fogo: as chamas de uma tocha apoiada à pilastra milagrosamente tomaram conta de toda a coluna. São Paulo conseguiu então pregar a mensagem cristã em toda a cidade, conquistando os ouvintes.

A coluna do milagre em chamas
A coluna do milagre em chamas
O campanário da Catedral

A história do campanário é paralela à da catedral, mas um pouco mais complexa devido aos vários incidentes que aconteceram nos últimos séculos e mais cinco episódios de reconstrução e restauro. Em virtude da posição em que ficava originalmente, bem à frente do templo, o campanário sofreu muitos danos a causa de eventos naturais.

A torre do campanário tem 28 metros de altura e abriga três sinos, são eles: “Metropolitana” (apelidado de “campanone”), “del Capitolo” e “della Conciliazione”.

O sino Metropolitana remete ao ano de 1743 e foi feito por artistas de Messina. Em 1750 a torre foi danificada devido ao terremoto; então o bispo da época, Damiano Palau, confiou a Nicola Astarita o encargo de restaurá-la e decorá-la em ouro, prata e bronze.

O sino del Capitolo foi criado em memória do desastre causado pelo terremoto de 1908. Foi fundido em ácido gálico, no norte da periferia de Régio, com os fragmentos de sinos de várias igrejas locais que haviam sido destruídas pelo terremoto e também com o sino da igreja-barraca (catedral construída pelo Papa Pio X). Após a bênção do arcebispo Carmelo Pujia, o sino então foi colocado na torre em 27 de agosto de 1928.

O sino della Conciliazione foi o último a ser colocado na torre, em 24 de maio de 1930. Também com a bênção do arcebispo Carmelo Pujia, o sino traz emblema em relevo, como o próprio nome diz, da efígie de Nossa Senhora da Consolação, padroeira da cidade de Régio de Calábria.

A Capela do Santíssimo Sacramento

A história da Catedral de Régio de Calábria passou, como acabamos de ver, por várias destruições devido a terremotos, guerras e incêndios – e consequentemente submetida a diversas reconstruções. É por essas razões que foi aclamada, mais do que todas as outras, como o símbolo de comunhão e perseverança de uma comunidade profundamente religiosa. Graças à sua amplitude, ao esplendor de sua arte, à memória dos santos homenageados e à multidão de fieis que ali se reúnem, a Capela do Santíssimo ganha de todas as outras igrejas da Calábria.

Imagem da Capela do Santíssimo Sacramento.
Imagem da Capela do Santíssimo Sacramento.

Dentro da Catedral encontramos a solene Capela do Santíssimo Sacramento, o monumento barroco mais importante da cidade. Foi declarada patrimônio nacional no século XIX pelo presidente Saragat, graças à preciosidade dos mármores coloridos incrustados em mosaico florentino. A planta arquitetônica da Capela do Santíssimo é configurada de forma quase que quadrada e foi construída em 1655 por Placido Brandamonte de Messina. As paredes são todas decoradas com tema de fauna e flora, em mosaico florentino colorido e revestido com esmalte próprio de Veneza. Na lateral possui oito recantos, onde estão colocadas estátuas de alguns santos. Ao lado altar do altar tem quatro colunas amarelas e no topo uma pintura valiosa, de óleo sobre tela, que reproduz o sacrifício de Melquisedeque, autoria de Domenico Maroli (1665).

Conclusão

Para terminar, só nos resta visitar esta obra magnífica, colocada bem no coração da cidade. Lugar onde a arte é tão rica que a atmosfera se transforma em encanto para os olhos e o coração – sensações emocionantes inclusive para quem não é católico. Conhecer a Catedral é quase que mandatório para quem vai à cidade de Régio de Calábria.

 Catedral de Reggio

Informações úteis

Horários de Funcionamento

Horário de abertura e encerramento da Catedral:

Temporada de inverno: 7:00h/12:15h – 15:30h/19:00h

Temporada de verão: 7:00h/12:15h – 16:00h/20:00h

Horários da Santa Missa

Domingos e Festas de Guarda:

7:30h – 9:30h – 11:00h – 18:00h (de junho a setembro a celebração acontece às 19:00h).

Como Chegar em Réggio?

A Catedral fica no coração da cidade, no centro histórico. A praça está localizada em frente à Corso G. Garibaldi, via que liga as duas extremidades da Estação Ferroviária e o Museu Nacional.

De avião

A catedral fica a cerca de 15 minutos de distância do aeroporto do Estreito Tito Minniti, em Régio de Calábria. Lá tem ônibus que vai do aeroporto à catedral. Para informações sobre horários e itinerários, contate o centro de informações da Empresa de Transportes da Área Metropolitana pelo número gratuito 800 43 33 10. Assim como para todos os transportes públicos, é preciso garantir o bilhete antes de subir no ônibus (estão disponíveis em tabacarias e bancas de jornal).

De trem

É possível acessar a Catedral com transporte público pelas duas estações ferroviárias de Régio de Calábria. Chega-se em 10 minutos, com a maioria dos trens diretos sentido à zona sul. Também é rápido vindo da Estação Central, da Estação Lido leva 10 minutos.

De carro

Pela estrada A3 Salerno – Reggio Calabria, saída Porto di Reggio Calabria. Seguir pela marginal em direção ao centro, para atravessar o centro histórico leva uns cinco minutos.

De Lancha e Balsa

Leva 10 minutos do porto de Régio de Calábria até a Catedral. Já do porto Villa San Giovanni (RC), a catedral tem 6 km de distância. Nos portos ficam disponíveis automóveis para locação, ônibus e metrô.

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!

 


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia

Gerace

A aldeia da alma elegante

Aldeia medieval, protegida sobre um penhasco, rica em história e cultura, representa um ponto importante para o turismo calabrês. Gerace deriva de uma palavra grega que significa ‘gavião’, que de fato, segundo a lenda, foi um gavião que indicou o ponto exato no qual construir a aldeia, que devia ser um local longe dos ataques pelo mar dos sarracenos. Nasceu no VII século, em pleno período bizantino, teve experiência de várias dominações, cada uma da qual as deixaram o próprio sinal.


Veja o video antes de continuar a ler o texto


O arranjo urbano é de molde medieval, dividido em três núcleos principais: a cidade alta, a aldeia maior e a aldeia pequena. A cidade alta é dominada pela majestade da Catedral, resultado de diversos estilos arquitetônicos, e é a maior de toda a Calábria.


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


Hoje é uma alegre cidade, meta de turistas e estudiosos, sede de diversas atividades culturais. Em testemunho de seu glorioso passado, encontramos, de fato, a majestosa Catedral do XI e XII séculos, a igreja bizantina de São João Crisóstomo, a igreja de São Francisco de Assis de época sueva, as numerosas igrejas barrocas (cerca de vinte), os palácios e o seu Castelo.


GERACE FAZ PARTE DA ASSOCIÇÃO DOS VILAREJOS MAIS LINDOS DA ITÁLIA!


Gerace e os seus arredores possui os sinais de uma urbanização que há origem longínqua no tempo. Um pouco distante do atual centro habitacional é possível, de fato, visitar os restos de uma necrópole que remonta a diversas épocas e que conserva traços de três períodos distintos. Têm sido desvendados na área arqueológica das cerâmicas do IX século a.C. (reconhecíveis pela particular característica de massa grossa), enxovais indignos e de importações remontando ao VII séculos a.C. e produtos de manufaturas gregas e italiotas datadas do século VII a.C.

Arquiteturas e lugares de interesse
Castelos, igrejas, palácios e outras curiosidades

A cidade que conserva ainda hoje um cenário e um fascínio medieval, se encontra dentro do Parco Nazionale dell’Aspromonte. O centro urbano, em particular a antiga aldeia, é rica de igrejas, palácios de épocas e compartimentos, hora habitação ou lojas, escavados diretamente na rocha.


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!


Lá pode-se admirar o castelo, a catedral, a igreja de São Francisco, uma série de pequenas igrejas, provavelmente de origem bizantina, além das numerosas construções civis de várias épocas e estilos arquitetônicos.

O castelo situado no Baglio e fundado pelos bizantinos, mas revistos pelos normandos, remontam uma época da alta idade média (X século), revisitada após com restaurações da parte dos bizantinos e normandos e amplamente remanejado nos séculos sucessivos.


VEJA O VIDEO DE GERACE


Com a vinda dos normandos, foi restruturado e fortificado. Nos séculos sucessivos, sofreu devastações de alguns terremotos catastróficos. Destas permanece uma grande torre e poucos muros, em partes extraídas da rocha, e em parte se erguem no pico sobre as aberturas circunstantes.

Originalmente era dotado de sistemas de canalização das águas meteóricas, de um grande poço, uma ponte móvel sobre o seu lado oriental, de um amplo arsenal, de um pátio interno, do qual permanecem alguns resíduos da colunata, e outros locais destinados a mais funções variadas. As estruturas atuais são aragonesas, infelizmente deste monumento se conservam poucos resíduos como, os pilares de massa da ponte móvel, o corpo de entrada com o emblema, os restos de um poderosa torre de menagem circular e resíduos de outros ambientes amplos.

Para ter um relance da cidade e perceber o como é fascinante o panorama se deve alcançar o Baglio nome com o qual os habitantes chamam o espaço ante ao Castelo da cidade: daqui se admira uma paisagem natural de beleza encantável, extraordinária para as cores e para as variedades das formas ortográficas. Refúgio tradicional da população em caso de perigo. A extremidade do espaço se erguem os restos do antigo castelo normando remontando ao XI século, também se remanejado.

Castello Gerace Fonte gerace.eu
Castello Gerace Fonte gerace.eu

Deixado para trás o Castelo, se aconselha dirigir-se em direção da Catedral normanda, onde é possível visitar a prisão dos cinco mártires de Gerace, o portal de Lúcifer e pouco distante do palácio municipal rico de enfeites marmóreos.

A cidade alta é dominada pela majestade da Catedral, resultado de diversos estilos arquitetônicos, a maior de toda a Calábria. A construção que remonta entre 1080 e 1120, conserva na cripta vinte e seis colunas romanas do IV – III século. Na parte interna, fascinante e poderosa, a cruz latina é dividida em três naves.

Catedral de Gerace
Catedral de Gerace

Graças às numerosas restaurações efetuadas após a Segunda Guerra Mundial, hoje pode-se admirar em tudo o seu fascínio. Colunas e capitéis, segundo os estudiosos provêm de ruínas da Locri magna grega.

Descendo após ao longo da via Catello se chega à praça das três igrejas, ou seja, o coração sagrado ( barroco ), a igreja de San Giovannello ( bizantina ) e sobretudo a igreja de São Francisco de Assis, em estilo gótico, mas com numerosas influências árabe-normandas e sicilianas.

A igreja de São Francisco

É uma das mais importantes estruturas das ordens pedintes da Itália meridional, e é datável entre o fim do XIII século (assim como é pela doação régia por parte de Carlos II em 1294) e os primeiros anos do XIV século.

A construção de dimensões consideráveis, mas de forma verdadeiramente simples, é estreitamente ligada às experiências artísticas não só franciscanas mas principalmente anjevinas, que relevam a necessidade de realizar arquiteturas eclesiásticas simples e, portanto, revelando a necessidade, por parte da igreja católica, de retornar à integridade da mensagem evangélica.

Igreja de San francesco Fonte gerace.eu
Igreja de San francesco Fonte gerace.eu

Digno de nota é o maravilhoso altar barroco de mármore incrustado, datável aos anos sessenta do XVII século e feito por ordens do frade Bonaventura Perna. O altar que recupera temas e formas ligadas ao barroco napolitano reproduzem seja elementos fitomórficos seja formas zoomórficas e paisagistas. A estrutura se abre sobre a atual Praça das Três Igrejas, realizada com a destruição de um horto insistente sobre a área do antigo mosteiro de São João Crisóstomo, e é acessível por meio de um grandioso portal em tríplice arquivolta decorados com losangos e elementos fitomórficos, presumivelmente ligado a lojas sicilianas com influências árabes.

A igreja de San Giovannello

A pequena igreja em pedra e tijolos, em nave única, foi edificada em torno do X século, foi consagrada em 5 de novembro de 1991 como Santuário Ortodoxo Panitálico da Sagrada Arquidiocese Ortodoxa da Itália pela metropolita Ghenadios.

Igreja de San Giovannello Fonte Gerace.eu
Igreja de San Giovannello Fonte Gerace.eu

No decorrer de sua longa história tem conservado a sua simples e original arquitetura que se apresenta com teto em sino, campanário a vela sobre a cúspide do lado ocidental e entrada principal sobre o seu lado sul. Sobre as suas fachadas se abrem sete janelas arcadas e laterais que permitem uma adequada iluminação. Ao seu interno se encontram o Diaconincón e Prothesis, ao lado da abside saliente, traços de pinturas e uma cisterna para o recolhimento das águas pluviais.

A igreja do Sagrado Coração

O edifício é do XVIII século com fachada e portal em estilo barroco e cúpula em telha saliente, danificada pelo terremoto de 1783, tem sido reedificada em 1851 graças à intervenção da Confraria do Sagrado Coração.

Igreja de Sacro Cuore Fonte gerace.eu
Igreja de Sacro Cuore Fonte gerace.eu
O centro histórico

O característico centro histórico de Gerace, é a particularidade que capta a atenção do visitante. A rica história da arte da cidade é lida ao longo de suas pequenas praças, nos seus becos, nos muros das suas casas, pelos seus palácios históricos e pelas numerosas igrejas monumentais edificadas no decorrer de sua longa história.

Santa Maria Fonte Gerace.eu
Santa Maria Fonte Gerace.eu

Os suntuosos palácios que a embelezam estão frequentemente dotados de portais em pedra trabalhada por escultores locais e, somente sendo frequentemente fruto de restaurações do XIX século, em seguida dos danos causados à cidade pelo terremoto de 1783, repetem-se frequentemente volumetrias próprias de uma fase medieval (XIII – XV século), não é raro encontrar, de fato, embaixo reboques modernos traços de janela dividida em duas partes, de arcos de curva aguda, de janelas espalmadas que revelam uma atividade construtiva importante já no XII século. No interior dos becos se encontram numerosos arcos em ‘volta a giustini’, que são o marco distintivo de Gerace.

Se trata de arcos feitos com cal, cujos apoios eram constituídos por canos entrelaçados, com mesma técnica com a qual se realizam exatamente os giustini, isto é, os cestos construídos com uma original técnica típica do lugar. A técnica consistia em construir o arco fazendo uma jogada de cal sobre uma estrutura de canos entrelaçados, ao mesmo modo com o qual estão entrelaçados os típicos cestinhos, chamados ‘giustini’. Das doze portas que originalmente se abriam sobre as muralhas do núcleo histórico do país, dela sobreviveram somente quatro: Porta dos Bispos ou da Meridiana, próxima a Catedral, Porta Santa Lúcia, Porta Maior e Porta do Sol.

De particular importância é o espaço público representado pela Piazza del Tocco sobre a qual tem, a vista alguns palácios nobre, entre os quais Palazzo Cacheopulo, Palazzo Migliaccio e Palazzo Macrì, que estão também entre os palácios mais importantes de Gerace.

Palazzotto Fonte Gerace.eu
Palazzotto Fonte Gerace.eu

Coração pulsante da cidade desde os tempos antigos é sem dúvida a Piazza del Tocco, verdadeira e peculiar sala, onde os habitantes estão acostumados reunir-se em tempos livre para beneficiar do ar aberto. Segundo a etimologia do termo que marca o nome à praça (‘tocco’ derivaria do grego ‘thókos’, que significa assento, assembleia) o espaço é desde sempre eleito lugar de encontro da cidade. Segundo outros em vez o termo ‘tocco’ significaria chapéu de magistrado e, tendo esta derivação, Piazza del Tocco significaria Praça da Justiça. A dois passos da praça é possível admirar o Palácio da Cidade, um tempo sede dos feudatários da zona.

Conclusões

Gerace, graciosa cidade pouco distante da capital da Calábria, digna de interesse por suas belezas monumentais e paisagistas.

É caracterizada pelas construções escavadas da rocha com arquiteturas histórico-artísticas de grande valor, para a sua beleza tem sido inserida entre as Aldeias mais Belas da Itália. Ainda uma vez é a história que marca origem ao nome: Gerace deriva do grego ‘lerax’ que significa ‘gavião’.

facciatasmaria2 Fonte Gerace.eu
Facciata S maria. Fonte Gerace.eu

Os normandos foram os partidários do seu crescimento político no período medieval, mas necessita entrar na aldeia, atravessar os mil becos ou permanecer nas pequenas praças para adquirir a unicidade.

Um tempo alegre cidade livre da Itália, entre as primeiras da península, Gerace tem repetidamente defendido nos séculos passados a própria autonomia pagando o preço de numerosas batalhas contra invasores turcos e normandos.

A primeira coisa que se percebe quando se chega em Gerace (uma das aldeias mais belas da Calábria) é a sua elegância. Gerace é uma Calábria simples e elegante. Uma Calábria bela, de uma beleza que se estende a acreditar que esteja falando da Locride, na exterminada província de Reggio Calabria. E aquela de Gerace, e desta Calábria, é uma elegância que ninguém quase mais relata. Quase a querê-la ter escondida. Uma Calábria que não se faz notícia.!

Gerace se revela bem plana aos olhos de quem a visita, cada caminhada de ângulo é uma vista de elegância e história. E é somente quando se chega em cima, na parte mais alta da aldeia de Gerace, e se encontra aos pés do castelos, é somente então que a elegância de Gerace desaparece um pouco, e torna evidente a história dificil da Calábria: a sentença a uma certa destruição, que seja obra do tempo, dos terremotos ou dos homens pouco importa, aquilo que permanece são sempre ruínas.

Como chegar em Gerace?
  • De trem: estação de Locri (8 km), RC ligamento ferroviário com as maiores cidades italianas e dali com um táxi ou carro.
  • De ônibus: linhas diretas de Roma e de Milão com parada em Locri (8 km), autoserviços Saja: tel. (0039) 0965 / 812335 e dali com um carro ou táxi.
  • De automóvel: A3 Salerno – Reggio Calabria saída Rosarno – direção estrada”Ionio-Tirreno” Marina di Gioiosa Ionica – Siderno – Locri – Gerace-TaurianovaCittanova – Zomaro direção Locri – rodovia Gerace – estrada estatal 106 jonica Taranto -Reggio Calabria – Locri – Gerace.
  • De avião: aeroporto de Reggio Calabria, o Aeroporto Internacional de Lamezia Terme (cerca de 100 km a partir dos dois aeroportos) e dali com um carro.

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!

 

 

 


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia

 

Vamos conhecer Amantea na Calábria?

Amantea é uma cidade de quase quinze mil habitantes, situada na costa oeste da Calábria (ao norte da região, na província de Cosenza).


Veja o video antes de continuar a ler o texto


É uma terra privilegiada, do ponto de vista paisagístico, porque da praia ou do centro histórico, pode-se admirar um belíssimo pôr do sol, com, até mesmo, algumas das Ilhas Eólias ao fundo (o vulcão Stromboli pode ser visto frequentemente, o que é uma oportunidade muito popular entre os fãs de fotografia)

Strombolialtramont con uccellino_byAZ
Strombolialtramont con uccellino_byAZ

O território é “dividido” em duas zonas: a parte baixa, que é a mais moderna, desenvolvida no século passado, e é a zona residencial e comercial: ali reside a maioria dos habitantes, e há diversas lojas (o centro de compras são as avenidas Margherita e a Vittorio Emanuelle II).

Pode-se desfrutar de longas caminhadas para passear pela bela beira-mar (2 km de percurso); Já a parte alta, que é ligada à baixa por várias estradas e ruas, é um grande centro histórico (em maioria, edifícios dos anos 1600, 1700, 1800…) caracterizado por igrejas, palácios, pequenas casas dos velhos marinheiros  e vielas estreitas.

panorama classicissimo_byAZ

As ruínas de um castelo e fortificações do início do período medieval (por volta do século X-XII), incluindo uma torre poderosa, sobre a aldeia, e hoje se torna restrito a quem tem dificuldades de movimentação, enquanto há várias ofertas para excursões de aventura (importante prestar bastante atenção). As paredes rochosas que “governam” o antigo vilarejo foram, alguns séculos atrás, uma espécie de varanda com vista para o mar, pois a água cobria toda a área atualmente ocupada pela área moderna.

 

 


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


Velho Colégio dos Jesuitas e ex prisão
Velho Colégio dos Jesuitas e ex prisão

As rotas que podem ser organizadas aqui são muitas e variadas. Você pode fazer uma “viagem” pelo coração arquitetônico da cidade antiga (é admirável, por exemplo, o Palazzo delle Clarisse, agora famoso por receber casamentos, recepções e encontros culturais).

Convento frati minori francescani San Bernardino1_byAZ
Convento frati minori francescani San Bernardino

Você pode seguir os traços da vida humilde dos marinheiros de uma época passada pelas ruas e praças de bairros antigos como Catocastro. Pode visitar a majestosa paisagem natural, talvez única, como a Grotta, um jardim público, que é um lugar tranquilo para relaxar e ter uma boa leitura. Você pode fazer um passeio no barco e dar um mergulho na EX Riserva Marina WWF degli SCOGLI DI ISCA, muito apreciado por quem gosta de mergulho com tubo e máscara.

chiesa_madonna_carmine_amantea fonte amantea online
chiesa_madonna_carmine_amantea fonte amantea online

Entre os edifícios religiosos mais importantes estão a Igreja e o Convento de San Bernardino da Siena, onde habitam monges franciscanos ligados ao santo de Assis (San Bernardino estava no século XV entre os líderes dos “Osservanti”, um dos vários grupos franciscanos). Sua construção provavelmente data ao séculos XV e conserva algumas esculturas de cerâmica fina. Na fachada da Igreja, séculos atrás,  havia tigelas de cerâmica (pratos) para formar uma cruz – provável doação de marinheiros catalães que fizeram uma escala em Amantea. Tratam-se de produtos de arte hispano-mourisca, de origem espanhola, após a dominação muçulmana

 


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!

 


Chiesa di San Bernadino. Fonte Turismo in Calabria
Chiesa di San Bernadino. Fonte Turismo in Calabria

Venha conhecer Amantea, garanto que você não vai se arrepender!!

Post do meu colega guia: Antonelo Zacarias!

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia

O Castelo Normando – Svevo de Morano

Aparece em ruínas no topo da cidade, em um posição estratégica, dominando todo o vale da antiga Sybaris. Suas origens remontam ao tempo dos romanos, quando foi erguido um forte, ou provavelmente, uma torre de vigia, que serviu como base para remodelação posterior, no período normando-suábio.


Veja o video do castelo


Nos tempos medievais, sua posição dominante chamou a atenção das forças bávaras; virou feudo, a partir de Apollonio Morano, o primeiro senhor feudal local conhecido.


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


Palco de numerosos combates, dentre os quais se recorda, durante a fase da Guerra das Vésperas, da incursão de mercenários de Almogavari que, contratados pelos aragoneses, conquistaram Morano, que estava defensivamente despreparado, invadindo o castelo e fazendo prisioneira a Senhora de Morano – esposa do senhora feudal Tancredi Fasanella.  Esta, no ano seguinte, em 1286, trocando de lados, passou de prisioneira a carcerária de Manfredi Chiaromonte, seu parente pelo lado aragonense.


SAIBA MAIS SOBRE O VILAREJO DE MORANO UM DOS MAIS BELOS DA ITÁLIA


Em torno desta época, é provável que o castelo, passou de sua forma a rudimentar para uma construção mais elevada e alargada. Muito significativa, porém é a renovação do edifício, nos primeiros 40 anos do século XVI (entre 1514 e 1545), a mando do feudatário Pietrantonio Sanseverino, que, na realização do trabalho, inspirou-se no modelo de Maschio Angioino di Napoli, chamando para a construção os mais qualificados trabalhadores da época.

O castelo era, então, a residência do senhor feudal em Morano, de uma forma mais ou menos contínua até os princípios dos anos 1700, junto ao Palácio dos Príncipes, que fica na estrada da vila, ao lado do antigo porto, localizado na estrada de acesso da Calábria.

Morano

Em 1733, o edifício foi severamente comprometido por razões que não são totalmente conhecidas, e, em seguida, a mansão foi bombardeada pelo exército francês no período napoleônico em 1806.

Seu destino foi também marcado pela espoliação sistemática, que durante o domínio da família Spinelli de Scalea (segunda metade do século XV – século XIX), permitiu a remoção de elementos de parede e materiais de madeira de sua estrutura, condenando o edifício à sua progressiva decadência até a recente estruturação dos anos 2000, que permitiram a recuperação de algumas áreas, das torres de vigia frontais, do perímetro murado e da esplanada traseira.


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!


Sua forma atual indica a forma que possuía na primeira década do século XVIII: A praça, cercada por seis torres cilíndricas (das quais sobrevivem integralmente somente a central e a esquerda-dianteira), cercada por muralhas e fossos e uma ponte levadiça. É elevada a três andares de altura e consistia em grandes peças dividades em vários apartamentos e, em seu conjunto, tinha a capacidade estimada de guarnição de mil homens.

O castelo domina a colina na qual está segurada a pirâmide urbanística que forma a aglomeração de Morano. O lugar é muito estratégico, pois está localizado de forma que tenha plena visão dos vales que a leste e a oeste convergem na planície de Morano, atravessada pelo rio Coscile, o antigo Sybalis. Exatamente por isso, estava a ser construída neste local uma torre de vigia já na época em que a cidade de Sibari, fundada pelos aqueus, realizada ao longo daquele rio, intenso comércio, aproveitando a conexão entre a costa Jonica e a do Tirreno.

Italy, Calabria, Morano Calabro
Italy, Calabria, Morano Calabro

A descoberta, no século passado, de moedas de prata no Castelo prova a existência de um forte nos tempos romanos, em período republicano. Como dito por Scorza: “depois do longo sono medieval, foi elevada a fortaleza” que Rivellino testemunha no período normando.

A parte superior, por conseguinte, é bastante diferente da parte inferior. Essa diferença, como afirma Cappelli, nem sempre é devidamente observada. Na verdade, o ilustre moranense Nicola Leoni, em um ensaio de poemas, coloca desta forma: “Da antiga torre e caídas ameias / obra normanda, que se impõe no monte / casas povoadas…”

Mas a construção do grande castelo que pode armazenar cerca de mil homens armados em sua planta retangular, seis torres cilíndricas, cercada por um fosso equipado com tanques de água, data do período entre 1514 e 1545, obra do senhora feudal Pietro Antonio Sanseverino, príncipe de Bisignano. Esta reconstrução remonta em parte aquela do Castelo Angioino di Napoli e certamente se deve ao fato de que a fortaleza anterior tinha sido arruinada pelas lutas ocorridas no Reino de Nápoles, e que também afetaram Morano.

 No início dos anos 1700, o castelo ainda é apresentado em todo a sua majestade. Na verdade, Domenico Bartolo, que viveu naqueles tempos, em seu poema no dialeto Cálabro-napolitano “Lo calascione scordato”, conta em tom de admiração ““ch’è tanto forte ch’è nameraviglia/ pegnere non si può con lo penniello/ e cco baluardi e cò forte tringere/ Tanno se po’ pigliare sto castiello/ se te miette le scelle com’auciello””. Mas já em 1733, na época do filósofo Francesco Maria Spinelli, Príncipe de Scalea, o castelo foi semidestruído a partir de suas muralhas.

A área ao redor do castelo foi chamada até o fim do século passado de “Contrada Trindade”, em função da existência da capela da Trindade, chamada hoje de Espírito Santo.

Com diploma de 1º de Maio de 1841, o capitão Sansonetto Musitano de Castrovillari foi nomeado “Castelão do castelo real de Morano” e obteve o direito de obter 120 ducados por ano, em reconhecimento a seus serviços na guerra contra o reino Fernando I de Aragão. Uma vez restaurado, passou a ser habitado por Sanseverino. Na verdade, o príncipe Pietro Antonio Sanseverino preferia viver no Castelo ao invés do Palácio, localizado na parte mais baixa da cidade.

Era atribuído ao castelo um antiguíssimo festival chamado “ra Bannera” (festival da Bandeira), celebrado com cerimônia especial até a invasão francesa de 1806. A bandeira de Morano com seu brasão, que é a cabeça do Moro e o lema “Vivat sub umbra Morus”, eram entregue pelo Castelão ao Mestre Giurato, que a guardava durante todo o período do festival de San Bernardino, padroeiro de Morano (20 de maio).

A procissão solene começava a partir do Castelo até a área Focarazzi, e o portador da bandeira fingia, montando a galope, “o retorno vitorioso dos defensores de Morano”, girando a bandeira com grande agilidade de diversos modos: tratava-se do chamado “chiricocolo”, palavra derivada do grego para indicar o gesto performado.


VEJA MORANO NA ASSOCIAÇÃO DOS VILAREJOS MAIS BELOS DA ITÁLIA


Hoje, do belíssimo castelo pode-se ver três torres cilindricas no lado sul; do outro lado, há apenas ruínas. Torres e portas que ficavam ao longo das paredes permanecem perfeitamente em pé. Uma torre quadrada altíssima, duas torres cilíndricas, Porta Ferrante, Porta dell’Orto, Porta del Salvatore, porta Sellaro, Porta San Nicola..

O castelo que fica no topo da aldeia de Morano, uma das aldeias mais lindas da Calábria e da Itália certamente vale a pena visitar, pois de lá pode-se desfrutar de uma “bela vista do vale e do Pollino.


COMO CHEGAR EM MORANO?


Post da colega e guia da Calábria:

Antonella Rosanova, nascida em Castrovillari, 13 de junho de 1983. Formada na Universidade de Pisa em Arqueologia do Antigo Oriente e guia turística na região da Calábria.

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!

 


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia