CIVITA
“ O país entre as rochas”

Olá, continuarei os nossos posts sobre os Vilarejos/burgos mais lindos da Calábria que fazem parte da Associação: I borhi piú belli d´Italia!

Hoje falaremos de Civita!!


Veja o video antes de continuar a ler o texto


No coração do Parque Nacional do Pollino, encontramos Civita, “o país (vilarejo) entre as rochas”, assim definido em função das enormes montanhas verdes que cercam o vale, imerso em um ambiente natural sem comparação, um dos mais belos vales do Pollino.


CURIOSIDADES: VOCÊ SABIA QUE EM 2017 O NEW YORK TIMES ELEGEU A CALÁBRIA COMO UM DOS 52 LUGARES IMPERDÍVEIS A SEREM VISITADOS NO MUNDO? FOI A ÚNICA REGIÃO ITALIANA ELEITA PELO NEW YORK TIMES EM 2017!E VOCÊ, VAI FICAR DE FORA?


Civita, repousa entre um cenário vegetal tipicamente mediterrâneo de um lado e, do outro, uma emocionante paisagem caracterizada pelo Canyon Raganello, que é a porta de entrada para o Parque Nacional de Pollino.

Civita foi fundada em 1467 por famílias albanesas sobre as ruínas de uma aldeia pré-existente, incendiada pelos sarracenos da Sicília em 1014, feito para a entrega das ruínas de “Coisa, Casa e Feudo” em propriedade perpétua, do rei Ferrante d’Aragona, assim como feito por Giorgio Greco “Scanderberg”.

Civitá: Fonte Agora Ristorante em Civita
Civitá: Fonte Agora Ristorante em Civita

Em Civita, ou Cisto, como é normalmente chamada, ainda é falada fluentemente a língua albanesa de seus ancestrais. Na verdade, seus habitantes fazem parte da minoria étnica e linguística albanesa da Itália, reconhecida e protegida pelo Estado italiano.


CIVITA FAZ PARTE DA ASSOCIAÇÃO I BORGHI PIÚ BELLI D´ITALIA!!!


A cidade de Civita foi um dos primeiros lugares a estabelecer o tratado linguístico (dado pela Lei 482/99) para proteção e desenvolvimento de seu patrimônio etno-linguístico. A característica é mais evidente nas celebrações eclesiásticas orientais, os “Arbëreshë” oficializam, por tradição e fé milenar, as funções litúrgicas bizantinas em grego e mantém a simbologia cristã oriental com antigos gestos e cânticos em grego e em albanês, com paramentos ortodoxos, ícones sacros, mosaicos e iconostásios.


Faça da sua viagem para Calábria uma experiência única! Conheça a Calábria comigo e viva a cultura, a gastronomia e a história local com uma brasileira que ama esse território!


AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE CIVITA

Uma das principais atrações do lugar que é visitado anualmente por milhares de turístas é o caminho da “ponte do diabo” e do cruzamento das gargantas Raganello. Também chamado de país da “ponte do diabo”, suas paisagens são cotadas entre as mais belas da Calábria, com sua ponte construída para unir as duas paredes que caem direto no rio Raganello, que leva o nome do vale, hoje é um dos destinos turísticos mais relevantes.

Ponte-del-diavolo Fonte Agora Ristorazione em Civita
Ponte-del-diavolo Fonte Agora Ristorazione em Civita

A rota desce o vale de Raganello até chegar a um antigo moinho, que está localizado logo atrás de uma antiga estrada que atravessa sobre o torrente impetuoso com a misteriosa Ponte do Diabo. Um antigo caminho rodeado na mata mediterrânea, feito de cores e aromas, sempre conhecidos pelos homens no folclore local. Depois de 600 passos, chega-se na lendária Ponte do Diabo, de onde pode-se descer ao leito do rio.


VEJA O VIDEO DE CIVITA


Esses caminhos representam um espetáculo da natureza, onde encontramos magníficas paisagens, formas moldados pela água e paisagens surpreendentes que permitem-nos descobrir cabras selvagens que pastam nas paredes rochosas verticais do Canyon Raganello.

Para os entusiastas de caminhadas naturais, e também para aqueles que querem passar um dia inteiro em contato com a natureza e viver uma experiência emocionante, é obrigatória a ida aos desfiladeiros do Raganello, por que oferecem um cenário encantador, onde você pode praticar até mesmo esportes radicais, como canyoning e rafting.


VEJA MAIS FOTOS DESSE MARAVILHOSO VILAREJO NO CORAÇÃO DA CALÁBRIA     


O desfiladeiro começa próximo à fonte Lamia e termina após percorrer 13km nas vizinhanças da Ponte do Diabo. É uma obra da natureza que vale a pena ser vista, desenvolvendo-se entre as montanhas que parecem estar em algum jogo de equilíbrio entre as cores e cheiros que a Mãe Natureza mantém intacta nesta parte da Calábria.

CivitaO ambiente oferece um cenário encantador, especialmente onde é observada a ação corrosiva da água, que já gravou obras estupendas em pedra. É esta eroção que criou as falésias e sua verticalidade. Existem muitos obstáculos a superar; pedras escorregadias encravadas entre as águas geladas e cachoeiras, lagoas pequenas, pequenas paredes a serem escaladas e passagem mais largas e alternam-se com passagens estreitas, quase escuras, iluminadas por uma fina lâmina de luz que entra a partir de cima, enquanto  galhos de árvores movimentam-se ocasionalmente, animando a cena, criando vislumbres de beleza quase mágica. Por este aspecto radical e nada simples do itinerário, a rota precisa de equipamento adequado para que seja realizada a travessia.

Fonte Touring Club
Fonte Touring Club

Assim que você chega em Civita, não há como não se impressionar com a “Timpa del Demonio”, ou Pedra do Demônio, uma parede rochosa de 800 metros, que se opõe à vista daqueles que estão no local e queiram olhar para o Nordeste. O locais nem mesmo a notam, mas a enorme massa rochosa é a primeira coisa a chamar a atenção de turista e visitantes.
Antes de apreciarem as famosas “chaminés” da Civita, os olhos do visitante precisam saber que o melhor ponto de observação desta pedra gigantesca é o mirante perto da Igreja Mater, de onde é possível observar as camadas de pedras branca e rosa do colosso.

A face da rocha sempre está em constante movimento; as tempestades de inverno partem a cada ano novas lascas que se distinguem pela cor branca, enquanto a rocha oxidada tende a ficar cor-de-rosa com o tempo.

Arquitetura civitese: as chaminés e as casas Kodra

Andando pelas ruelas deste maravilhoso burgo, vemos as pequenas casas tipicamente antropomórficas, recentemente batizadas de Casas Kodra, em memória do artista albanês Ibrahim Kodra, que após uma visita em Civita retratou estes elementos em suas pinturas.

casette-tipiche- civitavacanze
Fonte: civitavacanze

As sete casas típicas, únicas em suas particularidades, distinguem-se das outros pela morfologia curiosa que sugerem os traços de um rosto humano – reflexo da distribuição do espaço interno nas casas.

Fonte: civitavacanze

Outro aspecto importante desta vila é a estrutura urbana caracterizada pelas ruas estreitas e suas intersecções, mas, sobretudo, pela variedade de suas chaminés, verdadeiras obras de arte. Não se sabe exatamente quando esta tendência começou, mas os “mestres” costumavam ser convidados para assinar a construção de uma nova casa com uma chaminé – sempre diferente de qualquer outra existente.

As chaminés são consideradas uma atração no burgo, feitas com a sensibilidade e a singularidade de transformar um elemento comum em uma obra de arte capaz de admirar e fascinar.

O valor atribuídos às chaminés vem da capacidade de recontar a intimidade doméstica de cada casa singularmente, tornando-se símbolos de status social – chaminés mais elaboradas e ornamentadas sobre as casas eram pertencentes a famílias nobres, enquantos outras mais simples – tanto em forma quanto em funcionalidades eram utilizadas pelos agricultores;. Há, ainda, as enriquecidas em simbologia e ritualidades. As mais características foram construídas entre o fim do século XIX e o início do século XX, embora haja algumas mais antigas.

As Igrejas de Civita

O rito grego-ortodoxo

O rito greco-bizantino da palavra, originado em Bizâncio no século IV, tem seu surgimento na Itália atribuído ao século V, durante a ocupação bizantina por Justiniano.

Os albaneses que foram à Itália praticavam o rito grego porque vinham do sul da Albânia, proveniente do centro do Épiro e da Grécia, onde era difundida uma religião de expressão grega, submissa ao Patriarca de Constantinopla.

Na praça da vila encontra-se a Igreja de S. Maria Assunta, que foi construída em meados do século XVII, e está localizada bem no centro do local. Inicialmente foi chamada de Igreja Nova, porque antes de sua construção os fiéis praticavam seu culto nas numerosas capelas presentes no vilarejo. A igreja possui uma arquitetura típica de basílicas, com decoração interna em estilo barroco tardio. Na parede frontal para quem entra, há um pequeno mosaico da Virgem Odigitria, incluso em uma medalhão do início do século XX.

Uma característica das igrejas do rito bizantino é a presença dos iconostásios – paredes divisórias nas quais são inseridas os ícones, e que separam a nave, onde os fiéis pregam, da área da abside, onde padres e diáconos celebram a Divina Liturgia no altar quadrado sobre o qual repousa a pomba com as asas estendidas, símbolo do Espírito Santo, que possui a função de tabernáculo, protegendo em seu interior um particular pão consagrado. O ícone nasceu para testemunhar o esplendor de Deus feito homem, e contém em sua língua as regras ditadas pela Igreja em toda a teologia cristã. Deus.

As outras duas igrejas são capelas de menor importância, e são a Capela de S. Antônio e a Capela da Consolação.

Os museus em Civita

Obviamente, não poderia faltar o Museu Étnico Arbëreshë, dentro do qual você pode observar objetos da cultura rural, trajes Arbëreshë, uma biblioteca sobre a etnia e uma galeria de fotos de todas as comunidades Arbëreshë da Itália com imagens da liturgia bizantina. O museu foi criado precisamente para entregar uma memória história viva sobre a etnia e sobre a tradição religiosa bizantina.


VEJA UM VIDEO DE CIVITA


O Ecomuseu da paisagem

Localizado no antigo Palácio Castellano, de propriedade do Parque Nacional do Pollino. Criado com o objetivo de salvaguardar e valorizar os centros históricos, as culturas peculiares do local e incentivar um uso compatível dos recursos disponíveis.

O Museu da Arqueologia Industrial

É um verdadeiro museu-monumento. Há máquinas utilizadas ao fim do século XIX, de fabricação alemã. Renovado pela comunidade Montana Italo-Arbëresë do Pollina, foi aberto ao público como um museu industrial

Conclusão

Fora do turismo de massa, em um território não contaminado e autêntico onde são, hoje, visíveis os sinais de que a natureza e o homem dividiram a paisagem , descobrimos Civita, uma arca do tesouro que guarda as antigas tradições do povo arbëresh.

Gentilmente aninhada nas montanhas orientais de Pollino, rodeada por uma paisagem deslumbrante que oferece-nos fabulosos cenários modelados pela natureza ao longo de milhares de anos.

Civita1As reservas de caminhos verdes e águas cristalinas que fluem do riacho Raganello, onde há os canyons maravilhosos, sítios arqueológicos onde você pode ouvir ecos distantes de uma cultura diversa, que viu sucederem-se várias vezes ao longo dos séculos, gregos, romanos, bizantinos, sarracenos e, finalmente, albaneses.

Devido à sua posição geográfica e morfologia de seu território, tem uma beleza única e irrepetível – agora destino de muitos turistas. Civita também é muito apreciada pela sua gastronomia e pelos restaurantes que apresentam uma fusão muito bem sucedida da tradição da Calábria com a tradição Arbëresh.

Venha viver Civita!!

Como Chegar em Civita?

De Carro ( absolutamente o melhor modo de visitar a Calábria!)
Auto-estrada A3 Salerno-Reggio Calábria saída Frascineto – Castrovillari, continuar por mais 7 km em direção a Civita.

Ônibus

A partir de várias cidades italianas existem ligações diretas de ônibus para a estação de ônibus de Castrovillari.

Para informações, www.simetspa.it ou www.lavallelinee.it

Aéreo

O aeroporto de Lamezia Terme www.sacal.it está ligado por ônibus até Cosenza, rotas administrados pelas linhas Romano são realizadas diariamente. E dali prosseguir com um carro.

Trem
A estações FF.SS. mais próxima é a de Sibari (para informações sobre horários: tel. 0981/892021).

De Sibari a Castrovillari há duas linhas de ônibus diárias gerenciadas pela Saj

A outra estação ferroviária é Cosenza, mais distante, mas com mais alternativas de conexão. Da estação de Cosenza, há linhas frequentes e regulares de ônibus.

Dessas estações prosseguir com um carro..

Enfim, se estiver organizando uma viagem para a Calábria não deixe de colocar esse burgo no teu itinerário! Garanto que você vai adorar..!!

E bom passeio!!


MINHA SUPER DICA: Para fecharmos esse post é com imenso orgulho e prazer que quero apresentar a vocês o nosso e-book! Escrito e organizado por mim, é seu guia definitivo (e imperdivel) para viajar para a Calábria com toda tranquilidade que você merece. Estar em um país distante não é fácil, por isso, com esse e-book, sua viagem vai ficar muito mais serena! Nele você encontrará dicas, sugestões, idéias, melhores lugares para comer, se divertir,  itinerários e muito mais! Clique no banner e compre o seu e-book agora mesmo! Somente 4,99 euros! (menos de um café da manhã em um bar na Itália, imperdivel, verdade?)

Capa e-book Viajando para a Calábria
QUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA? Receba todas as dicas que você precisa para curtir ao máximo sua viagem! 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém! Somente 4,99 euros.!

 


Não deixe de ler:

Como Chegar e como se locomover na Calabria?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Calabria

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Calabria

  1. Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!
  2. Itinerário na Calábria de 3 dias?
  3. Itinerário na Calábria de 6 dias?
  4. Itinererário de enogastronomia na Calábria! Sensacional!
  5. Quais são os 10 lugares que você precisa conhecer na Calábria?
  6. Bate e volta a partir de Cosenza? O que fazer perto de Cosenza?
  7. Bate e volta a partir de Reggio? O que fazer perto de Reggio Calabria?
  8. Por que visitar Tropéia na Calabria?
  9. Vamos conhecer Réggio?
  10. Vamos conhecer Cosença?
  11. Qual é o melhor periodo para viajar para Calábria?
  12. Viajando de carro na Calábria. Veja agora esse fantástico post!
  13. Conhecendo os burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  14. Turismo na Calabria. Veja agora!
  15. Os 9 burgos mais belos da Calábria. Veja agora!
  16. Quais são as 10 praias imperdiveis da Calábria?
  17. Como encontrar os parentes calabreses?

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Ana Patricia

Escrito por

Sou Ana Patricia, ítalo-brasileira, vivo há 14 anos na Itália, formada em Biblioteconomia na Universidade Estadual Londrina-UEL em Londrina-PR, em Scienze del turismo pela Universidade da Calábria, com um master em Turismo Cultural pela Fondação Garrone, parceira da Universidade de Catânia em Sicília, além de ser a única guia de turismo em língua portuguesa da Calábria, possuo também a habilitação de acompanhante turístico na Europa e sou a idealizadora/fundadora do Touristico - Consultoria Italia Brasil. Desde 2012 trabalho com a valorização e a promoção do território italiano de modo geral e desde (2015) de modo mais especifico e concreto, promovo essa região maravilhosa, mas ainda pouco conhecida pelos brasileiros: a Calábria! O nosso site dará informações sobre a Calábria turística e a Calábria menos turística e por isso mais autêntica, aquela feita pelos burgos medievais! Essa região possui muitas aldeias medievais incorporadas entre rochas, muitas vezes construídas com vista para o mar, para se proteger contra as invasões sarracenas ou em agradáveis cantos panorâmicos onde a vida ainda acontece de acordo com o ritmo de cada estação do ano. Venha conhecer a Calábria comigo!!! Essa região te surpreenderá! Ana Patricia Guia de turismo na Calábria

4 comentários

  1. Roberta Magnelli Responder

    Muito legal Ana!
    Minha família é de Frascineto e fico pasma de ver como o turismo ainda é pouco explorado na Calabria, um lugar onde Platão e Pitágoras desenvolveram grandes teorias…. penso em escrever um livro futuramente para ajudar a divulgar a região.
    Há uma senhora em Frascinetto que foi esposa do barbeiro particular de Juscelino Kubitschek, poliglota e cheia de histórias para contar também.
    Até mais!

  2. Oi
    Meu pai nasceu em Civita…
    É um anfiteatro de rocha ciclópico!
    Tenho pensado seriamente em mudar para lá…o que vc acha?
    Precisarei viver de algo e nas várias vezes em que estive em Civita achei-os meio tímidos qto a oferecer serviços turisticos. Tenho bastante intimidade com turismo…20 anos de Florianópolis. O terreno em frente a boca do canyon me foi deixado em herança…quero trazer para o Brasil o azeite que estou chamando Diavoil e levar café top de linha. Sou designer gráficos de produto, videomaker e fotógrafo. Desculpe-me tantos detalhes mas estou precisando de um olhar de um brasileiro imerso no contexto…lendo seus textos sei que enxergamos o mundo de forma semelhante. Estou com 53 anos e estou estudando Adm na UNICAMP…vc pode me indicar uma faculdade pública próxima para tentar uma transferência?
    : )
    Obrigado

    • Ricardo a universidade é a UNCAL (Universidade de Rende) perto de Cosenza.. onde eu tb me formei… como vc sabe as coisas por aqui n são nada simples.. mas o teu projeto é muito belo e se vc já tem algo para investir acho que pode funcionar:) Te desejo tanta sorte, Ana

Deixe um comentário