Viajando para a Calábria
Encante-se com a Calábria!

Vamos conhecer o MAB: Museu ao Ar Livre Carlo Bilotti, em Cosenza

Hoje vou leva-los para um passeio super especial: vamos para o MAB, o famoso Museu ao ar livre Carlo Bilotti em Cosenza, Calábria! Prontos?

0 58

Vamos conhecer o MAB: Museu ao Ar Livre Carlo Bilotti, em Cosenza

Um dos museus mais interessantes da Itália fica na Calábria e ao ar livre, além de ser muito interessante! Hoje vamos saber mais sobre o MAB, o Museu ao ar livre Carlo Bilotti, em Cosenza, na Calábria.  O Museu é um projeto, belíssimo, dedicado às obras de arte doadas por Carlo Bilotti ao município de Cosenza. Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Calábria você realiza a viagem dos seus sonhos!!! SAIBA AQUI ONDE DORMIR NA CALÁBRIA!

Mas quem foi Carlo Bilotti?

Bilotti foi um empresário internacional na área de cosméticos e logo após completar seus estudos jurídicos em Nápoles e Palermo, começou a trabalhar nas fábricas de papel e outras indústrias de seus pais, Mario e Edvige Miceli, barões de Serradileo.

Em 1963 ele se mudou para Nova York para estudar na Universidade de Columbia, e em 1968 casou-se com Margaret Embury Schultz. Biotti foi nomeado vice-presidente para a Europa da multinacional Shulton, e foi morar em Paris; quando retornou a NY, em 1973, ele foi escolhido para ser Presidente da Jacqueline Cochran, uma famosa fabricante de perfumes que trabalha com marcas como Nina Ricci, Carven e Pierre Cardin. Logo após esse período, ele foi para a Suíça, onde se tornou proprietário da empresa La Prairie e, ali, criou uma linha de tratamento promovida por Christian Barnard. Além de Paris e Nova York, ele foi uma figura muito ativa no mundo das finanças e da arte também em Zurique e Londres.

Um pouco mais sobre Carlo…

Carlo nunca deixou sua paixão pela arte de lado! Ele era amigo de diversos artistas como Chirico, Warhol, Lichtenstein, Dalì, de Saint-Phalle, Rivers, Rotella e muitos outros, e foi dessas amizades que ele recebeu, sob encomenda, obras de arte incríveis: tanto para sua coleção pessoal, quanto para serem usadas em suas empresas. Em 2019 o Ministério do Património e Atividades Culturais e do Turismo declarou o Acervo das 20 obras expostas no Museu ao Ar Livre de Bilotti como um acervo de “interesse histórico e artístico”. O MAB de Cosenza possui um acervo constituído por esculturas de artistas representativos de diferentes épocas da arte contemporânea que passaram pelo século XX.

Ele passou as últimas décadas de sua vida com sua esposa e com seus filhos adotivos, Eric e Megan, entre Palm Beach, Nova York e Roma. Faleceu em Nova York, aos 72 anos, no dia 17 de novembro de 2006. Saiba aqui: Quais São As Melhores Escolas De Culinária Na Calábria?

 Em 2019 o Ministério do Patrimônio e Atividades Culturais e do Turismo declarou o Acervo das 20 obras expostas no Museu ao Ar Livre de Bilotti em Cosenza como um acervo de “interesse histórico e artístico”, com decreto específico.

Vamos conhecer o museu?

Criado em 2006 e enriquecida ao longo dos anos, a coleção nos apresenta uma verdadeira galeria de arte a céu aberto. Localizada no coração comercial de Cosenza, as obras se espalham pelo Corso Mazzini e suas ruelas. O percurso do MAB te oferece a arte de uma forma inovadora e muito interessante, onde as obras se mesclam impecavelmente com a paisagem urbana e com a histórica.

Entre as obras, algumas merecem destaque: os Bronzes de Riace, de Sacha Sosno; Hector e Andromache, de Giorgio De Chirico; O Renascimento da Cultura, de Mimmo Rotella; La Grande Bagnante N.2 de Emilio Greco; San Giorgio e o Dragão, de Salvador Dalì, e O Cardeal Permanente, de Giacomo Manzù. São 16 obras no total e, abaixo, saberemos mais sobre elas.

Cabeça da Cariátide (Testa di CariatideAmedeo Modigliani – 2006) – escultura em bronze

Faz parte da série das cariátides, que representam a síntese da cultura e influências dos movimentos artísticos europeus e africanos em Paris; Modigliani foi influenciado pela arte nègre da escultura oceânica, a atração para o mundo esotérico, os signos da Cabala, os símbolos da tradição judaica e obras clássicas. Essa escultura é o único bronze monumental de Modigliani presente na Itália.

São Jorge e o Dragão (San Giorgio e il DragoSalvator Dalì – 1977/84) – escultura em bronze

No Corso Mazzini, com a Via Adige, a bela obra de Dalì retrata São Jorge, ou o símbolo crítico-paranoico, no ato de matar o dragão da razão. A escultura também apresenta uma mulher que dá as ‘boas-vindas’ ao evento levantando o braço em sinal de vitória. Para Dalì, o dragão voador é um símbolo da imortalidade, e o personagem que o perfura é uma criatura misteriosa que com todo seu poder derrota o animal. A cor do bronze diverge em diversos pontos da escultura e, na parte debaixo, temos a sensação de que não há luz presente, o que faz a figura que destrói o dragão, brilhar!

Grande Banhista (Grande Bagnante – Emilio Greco – 1957) – escultura em bronze

No Largo Lisa Bilotti, a obra acompanha o Banhista, de 1959, que foi doada por Biotti em 2004, à Galeria Nacional de Cosenza – Palazzo Arnone. A ‘torção’ da figura apresentada, nos mostra a forma de uma linha sinuosamente abstrata, com superfícies que parecem se ampliar em ondas progressivas de vitalidade vibrante. É uma escultura dinâmica, e nos transmite grande animação, vigor e admiração. É um símbolo da beleza feminina, o que nos remete automaticamente ao repertório artístico de séculos passados. O equilíbrio das formas é perfeito!

Meio-fio Bi Frontal (Paracarro Bifrontale – Pietro Consagra – 1991) – escultura em mármore Toscana Rosa

Na Piazza Scura, você encontra parte de uma série de trabalhos únicos realizados em 1991, todos feitos em mármore. Encomendadas pelo Município de Lampedusa e Linosa, as obras foram compradas por Biotti em 2004 e doadas ao Município de Cosenza. Como todas as esculturas do artista Consagra, elas expressam “o ritmo dramático da vida moderna com elementos plásticos sintetizam formalmente as ações do homem em contato com as engrenagens da sociedade com força, vontade, otimismo, simplicidade e clareza”. A obra é imensa e bem comovente.

Meio fio (Paracarro – Pietro Consagra – 1991) – escultura em mármore Bardiglio, Travertino Toscano, Travertino nogueira, e mármore Armi

Na Via Arabia você encontra quatro obras chamadas ‘Meios fios’ e todas fazem parte de uma série de obras feitas em 1991. Encomendadas pelo Município de Lampedusa e Linosa, as obras são belíssimas e chamam atenção. Parece peças de um jogo de xadrez.

Ferro Vermelho (Ferro Rosso – Pietro Consagra – 1995) – escultura em ferro e tinta de poliuretano

No Corso Mazzini com a Via Miceli, você encontra o único exemplo de escultura feita por Consagra ligada ao conceito de frontalidade, ou seja, 2D. Ferro Rosso é bidimensional, e a possibilidade de leitura da obra se duplica, nos apresentando duas perspectivas. Os elementos plásticos se complementam e se encaixam de forma assimétrica, mas harmoniosa, expressando o ritmo dramático da vida atual. A obra é uma espécie de síntese formal das ações do homem em relação à sociedade, e tudo é apresentado de forma majestosa com uma cor marcante, forte e belíssima: o vermelho.

Cardeais em pé (Cardinali in Piede – Giacomo Manzù – 2004) – escultura em bronze

Entre o Corso Mazzini e a Via Isonzo, você encontra uma imagem hierática, com uma bela estrutura piramidal, que representa a meditação. Solene e majestosa, a imagem invade o espaço e se apresenta de forma simples, mas poderosa. Aqui se evidencia o consistente aparato volumétrico criado pela massa cônica do corpo, e de perfil a obra ‘esvazia-se’ e se apresenta de uma maneira etérea, com uma silhueta que nos remete a um raro ensaio de formal e espiritual.

Cabeça de Medusa (Testa di Medusa – Giacomo Manzù – 1999) – escultura em Bronze

No Corso Mazzini, no cruzamento com a Via Macallè, você pode observar essa verdadeira joia! É uma peça cuja fundição em bronze foi feita com o mármore original de 1946. É, de fato, fascinante, muito expressiva e de uma beleza sem igual. Expressa sobriedade, severidade e compactação ao mesmo tempo, os ‘cabelos’ interpretam o conceito de movimento e é impressionante.

Bronzes de Riace (Bronzi di Riace – Sasha Sosno – 2005) – escultura em liga de metal

No Corso Mazzini com a Via A. Giuliani, fica localizada a obra com o desenho das duas silhuetas dos Bronzes de Riace estilizadas, recortadas de duas placas de aço pintadas de vermelho. O jogo da obra com os ‘espaços vazios’ que apresentam, nos oferece uma beleza única. Esse vazio deixado nas silhuetas é preenchido pela vida cotidiana, pelo movimento da cidade e pelo contexto urbano. O artista usa as formas das estátuas de forma majestosa e as moderniza com precisão e maestria. É o passado em um diálogo íntimo com o presente!

Três Colunas (Ter Colonne – Sasha Sosno – 2008) – escultura em mármore branco

Também no Corso Mazzini, no cruzamento com a Via Idria, há três colunas dóricas, uma ao lado da outra, que se complementam e dá sentido à obra como um todo. A obra nos remete à um dos símbolos mais reconhecidos universalmente da arquitetura e religiosidade helênica, o Templo, mas também sintetiza o que – talvez, seja o mais completo e abstrato conceito de beleza: a simplicidade.

Sete de Copas (Sette di Cuore – Sasha Sosno – 2010) – escultura em mármore de Carrara branco

A carta de pôquer que nos apresenta o sete de copas é uma obra esculpida em mármore de Carrara branco e se apoia em uma base cinza de granito das pedreiras de Silane, trabalhadas por Lucio Ghio. Encomendadapor Carlo e Vincenzo Bilotti, o Sete de Copas refere-se às sete colinas da cidade de Cosenza, enquanto o sinal do coração atesta o amor entre os irmãos Bilotti por sua cidade natal.

Renascimento da Cultura (Rinascita della Cultura – Mimmo Rotella – 2002) – escultura em liga de bronze

Na Piazza XI Settembre você pode observar uma belíssima obra encomendada ao artista pelo Município de Cosenza. A escultura enaltece a poesia da cultura como uma reação aos fundamentalismos e totalitarismos expressos a partir do ataque às Torres Gêmeas em Nova York, ocorridos em 11 de setembro de 2001. Retrata uma pilha de livros ‘coroada’ por páginas abertas em seu topo, o que sugere um voo de pássaros: a arma da humanidade é a cultura e os livros, que servem como redenção global para um renascimento social. A representação da ampliação do conhecimento emerge de forma clara, e é proposta de forma piramidal, mostrando que a base é mais importante do que, de fato, o topo – que também não perde seu valor, mas que, sem base, não se sustentaria.

Lobo de Sila (Lupo della Sila – Mimmo Rotella – 2005) – escultura em granito verde

Na Piazza Kennedy você encontra uma obra belíssima! A obra do Lobo de Sila, que foi realizada com lâminas de granito verde pelos canteiros de Carrara, e foi a última obra feita por Mimmo Rotella, que faleceu antes de ver a escultura concluída. A obra foi concluída posteriormente pela Fundação Mimmo Rotella. A escultura nos apresenta o momento em que o animal levanta a cabeça para o céu e uiva, destacando a força dinâmica dos nervos contraídos, dos músculos e da energia liberada. A mensagem metafórica é uma ‘recado’ para os calabreses: “se unam e busquem emancipação e a redenção”.

Heitor e Andrómaca (Ettore e Andromaca – Giorgio De Chirico – 2005)  – escultura em bronze com pátina escura

Também na Piazza Kennedy encontramos dois exemplares autorizados pela Fundação Giorgio e Isa De Chirico para as cidades de Cosenza e Roma, criada pela Tavani s.r.l. Os personagens míticos – do período metafísico do Maestro – surgem diante da “Porte Scee”, e os apresenta antes do duelo de Heitor com Aquiles. Representa um momento de incertezas e obscuridade da consciência que justifica a vida e a morte diante da eternidade. Andrômaca carrega seus infortúnios com dignidade e representa o ideal feminino, com graça e delicadeza.

Grandes Arqueólogos (Grandi Archeologi – Giorgio De Chirico – 2008) – escultura em bronze com pátina escura

Outra escultura localizada na Piazza XI Settembre; essa é inspirada em uma cópia de 1968, de Giorgio De Chirico. São duas figuras dos típicos manequins De Chirico que estão sentadas lado a lado, e uma envolve a outra para colocar a mão em seu ombro. Ambas apresentam o tradicional vestido drapeado e abrigam no colo vestígios de civilizações antigas, uma referência ao passado e à profissão do arqueólogo.

Grande Metafísico (Grande Metafisico – Giorgio De Chirico – 2009) – escultura em bronze com pátina escura

Concluímos nosso passeio sem sair da Piazza XI Settembre com uma única cópia autorizada pela Fundação Giorgio e Isa De Chirico, destinada à cidade de Cosenza e criada pela Fundição Bonvicini de Sommacampana (VR). A escultura é uma ampliação da obra original, de 1970, e inspirada nas pinturas de Nova York e Berlim. O Grande Metafísico evoca a força do imaginário De Chirico que, ao lado das imagens da metafísica, encontra-se com um mundo mitológico que nos remete às origens gregas do artista. Uma estrutura incrível que reúne símbolos e objetos de inúmeras composições anteriores em perfeita harmonia.


Informações Úteis

Para maiores informações sobre o MAB – Museu ao Ar Livre Carlo Bilotti clique aqui! Abaixo segue o mapa do trajeto.

Vamos conhecer o MAB: Museu ao Ar Livre Carlo Bilotti, em Cosenza
Fonte e agradecimento: http://icgullocosenzaquarto.edu.it/

Vale lembrar…

  • Vale lembrar de que há indicações, ao longo do percurso e logo na entrada do percurso, sobre onde estão localizadas as obras.

Agradecimento Especial

Um agradecimento especial também ao Cosenza Cultura pelas informações sobre todas as obras contidas neste post!


Assista esse vídeo e saiba: Roteiro de carro pela Calábria: o melhor. Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


VIAJANDO PARA A CALABRIA - Guia de ViagensQUER VIAJAR PARA A CALÁBRIA?

Receba todas as dicas que você ´precisa para curtir ao máximo sua viagem!
São 117 páginas de informações de quem conhece a Calábria como ninguém. Apenas 4,99 euros - aproveite! 


BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Vamos conhecer o MAB: Museu ao Ar Livre Carlo Bilotti, em Cosenza. Se estiver em Cosenza não deixe de visitar esse circuito belíssimo ao ar livre! É um museu super interessante, a entrada – evidente – é grátis e você pode visita-lo todos os dias da semana, 24 horas!

Está inseguro?

Se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!


Conheça todos os nossos passeios na Calábria agora mesmo!

Veja todos os nossos posts sobre a Calábria!

Grande abraço da Calábria

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.